O que é surdez súbita?

O que é surdez súbita?
Categoria blog
2016-02-25 15:36:03

Neste site, publico temas de relevância para a população, mas em geral direcionados ao público leigo devido à carência de informações na internet principalmente quando falamos aos assuntos relacionados à otorrinolaringologia. Neste tema em especial, tentarei utilizar termos menos técnicos, mais acessíveis, mas também orientar médicos não especialistas devido à sua importância.

A perda auditiva pode ser do tipo condutiva ou neurossensorial. A do tipo condutiva ocorre quando há um impedimento à condução do som como um tampão de cerume, um corpo estranho ou secreção. Já na perda neurossensorial, o som chega ao órgão sensorial, mas há um problema qualquer em sua captação, na sua transmissão neural ou no seu processamento no córtex cerebral. Pois bem, quando falamos sobre surdez súbita estamos nos referindo a este último tipo de surdez.

A surdez súbita é uma perda auditiva de instalação repentina ou que ocorre em até 72 horas. Além da instalação abrupta, devemos observar à audiometria (exame da audição) perda auditiva neurossensorial em 3 ou mais frequências consecutivas maior ou igual a 30 dB. Felizmente, ocorre em 90% dos casos em apenas um dos ouvidos. Outros sintomas podem estar associados como zumbido, sensação de ouvido cheio e vertigem. O tratamento idealmente deve ser instituído dentro de 10 dias após sua instalação.

Na maioria dos casos, não conseguimos identificar uma causa para a surdez súbita. Em apenas 15 a 20% dos casos definimos um fator etiológico e dentre eles podemos citar: infecções virais (sarampo, caxumba, etc) ou bacterianas (meningite, doença de Lyme), doenças autoimunes, distúrbios metabólicos, trauma, uso de medicamentos ou drogas, etc.

Como não encontramos uma causa clara em cerca de 80% dos casos, algumas teorias foram aventadas para sua explicação, embora nenhuma delas seja unânime: distúrbio microcirculatório (alterações na microcirculação da orelha interna), processo autoimune inicial ou localizado na orelha interna (produção pelo indivíduo de anticorpos contra estruturas da orelha interna) ou infecção viral inaparente (doença viral sem sinais corporais ou mesmo sem alterações em exames sanguíneos). Esta última explicação seria a mais aceita embora não haja evidências clínicas conclusivas.

Na avaliação clínica, além de uma boa história e exame físico, alguns exames direcionados devem ser realizados na tentativa de identificar as causas aparentes. A audiometria (exame da audição) e outros exames da especialidade são solicitados de acordo com a indicação do médico especialista. Alguns exames de sangue como hemograma, glicemia, creatinina, dosagem de hormônios de tireoide, provas de atividade inflamatória e sorologias (herpes simples, sífilis, doença de Lyme, HIV, varicela-zóster e rubéola) são também rotineiramente pedidos. Os exames de imagem são direcionados a cada caso, mas a ressonância magnética é o de escolha.

O tratamento deve ser instituído dentro dos primeiros 10 dias do início da doença. O uso de corticosteróides em altas doses por pelo menos 10 dias, respeitando-se suas contraindicações, está indicado em todos os casos de surdez súbita sem causa aparente. Os antivirais (aciclovir, valaciclovir ou famciclovir) também são usados porque a etiologia viral é considerada a hipótese mais provável quando não há nenhuma evidência clínica, como dito anteriormente. Em pacientes em que haja possibilidade de disfunção circulatória, os agentes hemorreológicos, como ginko biloba, piracetam e acido acetilsalisílico podem ser utilizados como adjuvantes. Alguns centros usam outras terapias questionáveis como DextranR40, carbogênio e oxigênio hiperbárico. Nos casos em que haja contraindicação do uso de corticosteroides por via oral, como nos casos de pacientes diabéticos e hipertensos, podemos fazer a injeção deste medicamento através do tímpano.

Resumindo, a surdez súbita é um tema na especialidade ainda bastante polêmico. Na maioria de seus casos não há uma explicação clara, somente hipóteses, seu tratamento portanto é bastante questionável. Muitos autores chegam a dizer que a surdez súbita é uma doença à procura de uma causa.

Se alguém estiver precisando de tal informação, compartilhe.

Compartilhar

NEWSLETTER

Quer receber mais conteúdo como este, cadastre-se.

Leia também

Rinite alérgica: diagnóstico e tratamen

É uma reação de hipersensibilidade a determinados agentes do ambiente (alérgenos), melhor dizendo, indivíduos com rinite têm uma sensibilidade aumentada.

Rinite alérgica: diagnóstico e tratamen Saiba +

Sinusite bacteriana na infância

As sinusites são alterações inflamatórias que envolvem a mucosa dos seios da face. Atualmente, utilizamos o termo rinossinusite por acharmos mais correto, devido à maioria das inflamações dos seios da face.

Sinusite bacteriana na infância Saiba +

Um pouco sobre surdez em crianças.

Mas afinal o que causa a surdez nas crianças? Está aí uma pergunta com vasta resposta! Muitos pais ficam naturalmente muito angustiados e inconformados com o diagnóstico de surdez em seus filhos...

Um pouco sobre surdez em crianças. Saiba +

Um pouco da síndrome da apnéia.

Muitos de nós, há algum tempo, estávamos acostumados a ver parentes ou amigos que ao dormirem, roncavam e eram motivos de brincadeiras, devido ao estrondoso barulho. Com o avançar da medicina...

Um pouco da síndrome da apnéia. Saiba +